Lareiras com requinte e criatividade

Tecnologia e design dão um layout mais moderno

As ondas de frio que estão por chegar tem movimentado o mercado de lareiras. O segmento oferece uma grande variedade de modelos: elétrica, a gás, e etano, além das tradicionais, muito procuradas por casas de veraneio e regiões serranas. Os modelos a gás representam 60% da procura, seguidos pelas lareiras convencionais com 20% e depois a álcool e elétrica. Há mais de 20 modelos de lareiras, feitas desde concreto, metálica abastecida com lenha até elétricas. As elétricas, que funcionam como aquecedores de 1,5 mil watts em formato de lareiras, são opções que agradam pelo realismo da queima da lenha cenográfica e chamas feitas por um projetor. O tamanho médio para ambientes com 40 metros quadrados é o mais procurado na versão elétrica. Funciona com 80 watts e é comercializado por cerca de R$ 1500,00 com controle remoto. Mas, a instalação de uma lareira requer critérios técnicos, práticos e arquitetônicos.  É preciso cuidado na hora de escolher o estilo e tipo apropriado para o ambiente e localidade do imóvel. Uma lareira a gás precisa seguir normas de segurança, contar com um registro isolado e com a assessoria técnica das companhias de gás.

Além do conforto térmico que proporcionam, dão uma atmosfera intimista e aconchegante à sala ou outro ambiente que se queira colocar. Embora as lareiras convencionais não tenham caído em desuso, à escolha por uma a gás ou a álcool garante algumas vantagens sobre a tradicional à lenha.

Foto de Lareira Elétrica

Além de serem ecológicas, são mais econômicas em relação ao preço da lenha e tempo da queima. Outra vantagem é que lareiras a álcool ou a gás não deixam fuligem, fumaça e outras sujeiras provocadas pela queima da madeira. Elas não precisarem de chaminé e nem de duto de exaustão. Elas também contam com 100% de aproveitamento de calor.

Lareira Elétrica

Gostou, então compartilhe!